Factos e mitos sobre a doença COVID-19 (Organização Mundial da Saúde), em inglês.

A saúde mental nos Estados Unidos no início da pandemia COVID-19

conclusões: Os dados sugerem que, à medida que a pandemia COVID-19 continua, o sofrimento mental pode continuar a aumentar e deve ser monitorado regularmente. Populações específicas são de alto risco de sofrimento mental, particularmente aqueles com sintomas depressivos preexistentes.

O impacto da pandemia COVID-19 no bem-estar e na saúde mental na população juvenil

Conclusões: Muitas das situações relacionadas com a saúde e o bem-estar dos jovens foram exacerbadas com o isolamento e o confinamento.

A COVID-19 e o bem-estar psicológico entre pais e filhos

Conclusões: Com a pandemia COVID-19 a saúde mental e filhos piorou, principalmente nas famílias vulneráveis à doença e aos aspectos negativos do impacto económico.

Marque a 1ª consulta